Dia Mundial do Braile - Síndrome de Usher

#descricaodaimagem #pracegover #pratodosverem

Card com contorno na cor preta e dentro dele tem um degradê na cor lilás.

Na parte superior no centro tem o título:

4 de janeiro

DIA MUNDIAL DO BRAILE

E logo abaixo tem um desenho de uma mão tocando nas letras em braile.

Abaixo segue texto

A data foi estabelecida pela Convenção Geral das Nações Unidas para sensibilizar a importância do braile na educação, comunicação e inclusão da pessoa com deficiência visual na sociedade. 

Na parte inferior do card, no lado direito há o logo do site Síndrome de Usher Brasil.

#fimdadescricao

4 de janeiro
DIA MUNDIAL DO BRAILE

Anualmente em todo o mundo, o Dia Mundial do Braile é comemorado no dia 4 de janeiro. A data foi escolhida por ser o aniversário de nascimento do francês Louis Braille, criador deste sistema de escrita.

A data foi estabelecida pela Convenção Geral das Nações Unidas para sensibilizar a importância do braile na educação, comunicação e inclusão da pessoa com deficiência visual na sociedade. 

Embora o braile seja mais frequentemente reconhecido como um meio de leitura para pessoas totalmente cegas, muitos se beneficiam do braile e do acesso que ele fornece. Isso inclui indivíduos com baixa visão e com perda sensorial dupla (surdocegos). 

 

Quem foi Louis Braille?

Louis nasceu no dia 4 de janeiro de 1809 no pequeno vilarejo de Coupvray, na França. Ele ficou cego após um acidente de infância, mas rapidamente dominou sua nova maneira de viver.

Aos 10 anos, Louis foi para o Instituto Real para Jovens Cegos de Paris. Lá, ele aprendeu violoncelo e órgão e viajou pela França para tocar em igrejas. No entanto, seu interesse pela música o beneficiaria quando foi inspirado na criptografia militar de Charles Barbier, do Exército francês. O capitão ensinou aos alunos um código de comunicação usando pontos chamados “Night Writing” (escrita noturna). Combinando seu conhecimento de música e a inspiração da comunicação desses códigos, Louis Braille inventou um sistema de leitura na ponta dos dedos (tátil) de 6 pontos que permitia aos cegos ler e escrever com rapidez e eficiência.

 

Braille apresentou os resultados de seu trabalho árduo aos colegas pela primeira vez em 1824, quando ele tinha apenas quinze anos de idade. 

Em 1829, ele publicou seu primeiro livro sobre o sistema que havia criado, chamado “Método de escrever palavras, música e canções por meio de pontos, para uso de cegos e adaptados para eles”.

Na idade adulta, Louis Braille trabalhou como professor no Instituto e teve vocação como músico, mas ele passou o resto de sua vida refinando e estendendo seu sistema. 

Dois anos após sua morte (1852), o governo francês aprovou o sistema de pontos que passou ser chamado de "braile" em homenagem ao seu criador. Esse sistema foi ajustado ao longo do tempo, tornando-se, atualmente, mais fácil de ler e usado em todo o mundo.

 

O que é braile?

Braile é uma representação tátil, uma linguagem escrita com seis pontos em relevo para representar vários alfabetos e símbolos numéricos. Esses seis pontos também são usados ​​para representar notas musicais, símbolos matemáticos e científicos. Existem 63 combinações diferentes desses pontos, o que significa que o braile pode ser traduzido para diferentes idiomas. 

 

O método braile no Brasil

O Brasil foi o primeiro país da América Latina a adotar o sistema braile e foi oficialmente introduzido em 1854. Isso resultou do esforço do professor cego José Álvares de Azevedo (Patrono da Educação para Cegos no Brasil) para que fosse fundada uma escola que fornecesse educação e incluísse o braile para jovens cegos. Na época, a escola se chamava Instituto Imperial da Criança Cega e hoje é conhecida como Instituto Benjamin Constant (IBC).

 

Conscientização

O Dia Mundial do Braile é um lembrete para aumentar a conscientização sobre os problemas que afetam as pessoas com deficiência visual em nossa sociedade. 

No contexto da educação, a alfabetização em braile aumenta o acesso à leitura, permitindo uma participação mais plena na sociedade. Na verdade, é que até hoje, vemos que muitas pessoas com deficiência visual não tem acesso para aprender esse sistema e por isto que é tão importante a inclusão social.  

Embora ajudar que mais pessoas com deficiência visual tenham mais acesso ao braile, há muitos desafios e barreiras a serem superadas. Por exemplo: em muitos estabelecimentos como restaurantes, bancos, hospitais entre outros não oferecem versões desse sistema de seus materiais impressos, como cardápios, extratos, contas... Por causa disso, os cegos muitas vezes não tem a liberdade de escolher uma refeição por conta própria, manter suas finanças privadas, ter autonomia para ler em qualquer lugar, entre outros.

Além de livros, é preciso investir também em espaços e vias públicas, no interior dos edifícios públicos e privados que tenham sinalização em braile como caixas eletrônicos, elevadores, semáforos, cabines telefônicas, etc.

O braile, portanto, ainda é uma ferramenta inestimável na vida dos deficientes visuais e a evolução de sua natureza o tornou ainda mais útil.

Siga nossas redes sociais!

  • Facebook - Black Circle
  • Twitter - Black Circle
  • Instagram - Black Circle
  • YouTube - Black Circle
selo-150x150.png

Síndrome de Usher Brasil @ 2016 Todos os direitos reservados

sindromedeusherbrasil@gmail.com