Dia Mundial da Saúde

#descricaodaimagem #pracegover #pratodosverem

Card com fundo azul claro e com contorno na cor preta. Na parte superior há um desenho de um mapa mundial e abaixo há silhueta de um grupo de pessoas, adultos e crianças.

No lado esquerdo dentro do desenho há um título:

7 de abril

DIA MUNDIAL DA SAÚDE

Abaixo da imagem segue texto:

Em meio a uma pandemia, um planeta poluído, doenças crescentes como câncer, asma, doenças cardíacas, no Dia Mundial da Saúde 2022 a OMS focará a atenção global em ações urgentes necessárias para manter os seres humanos e o planeta saudáveis e promover um movimento para criar sociedades focado no bem-estar.

NOSSO PLANETA, NOSSA SAÚDE - Tema da OMS para 2022

Na parte inferior, no lado direito tem o logo da Síndrome de Usher Brasil.

#fimdadescrição

07 de abril
DIA MUNDIAL DA SAÚDE


 

Todos os anos, o dia 7 de abril é comemorado para marcar o aniversário da fundação da Organização Mundial da Saúde (OMS) em 1948. A data é reconhecida por diversos governos e organizações não governamentais com interesses em questões de saúde. 

Desde 1950, a OMS usa um tema diferente e selecionado para destacar uma área prioritária de preocupação em todo o mundo e este ano o foco é: “Nosso planeta, nossa saúde” (Our planet, our health)

Segundo a OMS:

“Em meio a uma pandemia, um planeta poluído, doenças crescentes como câncer, asma, doenças cardíacas, no Dia Mundial da Saúde 2022 focaremos a atenção global em ações urgentes necessárias para manter os seres humanos e o planeta saudáveis ​​e promover um movimento para criar sociedades focado no bem-estar.    

Estima-se que mais de 13 milhões de mortes em todo o mundo a cada ano se devem a causas ambientais evitáveis: Isso inclui a crise climática, que é a maior ameaça à saúde que a humanidade enfrenta. A crise climática é também uma crise de saúde.” 

 

A SAÚDE E O MEIO AMBIENTE

Os impactos da poluição seja ela ar, água e sonora, incêndios florestais e inundações, bem como ameaças de longo prazo da produção de alimentos devido à mudança dos padrões climáticos representam uma ameaça constante no nosso planeta e à vida.

Ser totalmente exposto a esse risco ambiental pode influenciar muito na saúde, inclusive a visão e a audição. Portanto, abordar todos esses fatores e propor soluções é fundamental para proteger a saúde pública em toda a sociedade.

 

 

Saúde ocular

Uma pesquisa recente, publicada pela empresa Clarity e também do jornal British Journal of Ophthalmology, do Reino Unido, revelaram que a má qualidade do ar também pode causar vários problemas para os olhos. Ao contrário do nariz ou da boca, é muito difícil cobrir a visão. O fato de o olho ser protegido por apenas uma fina camada lacrimal, ele pode ser facilmente afetado por influências externas potencialmente prejudiciais por causa da poluição do ar. Uns dos sintomas mais conhecidos dos problemas visuais, são irritação e ardor, mas também é muito frequente as inflamações da córnea (ceratite) e a conjuntivite. Outro destaque é a síndrome do olho seco (quando não há lágrimas suficientes para lubrificar o olho) que podem ser provocados pelos poluentes do escapamento de automóveis.

Suspeita-se também que o aumento dos poluentes, podem ter relação com maior risco de catarata, glaucoma e à degeneração macular relacionada à idade (DMRI).

 

Dicas para proteger os olhos:

  • Se aparecer os sintomas como inflamação, ressecamento, coceira e outros problemas relacionados à visão, procure um oftalmologista;

  • Use sabão neutro para higienizar a abertura das glândulas da borda da pálpebra que secretam componentes que protegem a lágrima. Peça orientações para seu oftalmologista para detalhes dessa higienização;

  • Em casos extremos de poluição, evite realizar atividades físicas em ambientes abertos e em horários de pico. Procure priorizar parques no lugar de ruas;

  • Procure ser mais participativo e ativo quanto às questões ambientais, agir através dos órgãos ambientais de forma eficaz em políticas públicas;

  • Escolha meios de transporte mais sustentáveis como bicicletas, metrô e ônibus;

  • Economize energia e consuma produtos feitos localmente. Reciclar o lixo doméstico também pode contribuir com um ar mais limpo.

 

Saúde auditiva: poluição sonora e poluição do ar 

Todo mundo sabe que o barulho alto e a poluição sonora podem levar à perda auditiva. Lugares com barulhos intensos como fábrica, aeroporto ou área de construção, podem se acumular, danificando as minúsculas células ciliadas do ouvido interno. De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), os níveis de poluição sonora em algumas cidades apresentam perigo e estão prejudicando seriamente a saúde, sendo que os dois sintomas mais comuns são a perda auditiva e o zumbido.

Embora esta seja uma questão a considerar, se você mora perto de uma zona industrial ou urbana, é importante entender que há mais fatores a serem refletidos ao tentar proteger sua audição.

Pode parecer controverso, mas estudos recentes em Taiwan com a população local, publicado no International Journal of Environmental Research and Public Health avaliaram que a poluição do ar também podem afetar nossa capacidade de ouvir.

Apesar dos efeitos da exposição dos poluentes do ar ser a maior causa das internações hospitalares de crianças pequenas por infecções agudas do trato respiratório, existem estudos que relacionam o ar poluído com outros problemas de saúde.

Os pesquisadores anualmente mediram o monóxido de carbono e o dióxido de nitrogênio no ar e com isso, conseguiram descobrir quais áreas de Taiwan tinham níveis extremos, moderados ou baixos do ambiente. Como resultado, foi detectado a correlação com a perda auditiva neurossensorial e esta foi encontrada principalmente na maior parte, em locais mais poluídos do que em áreas com baixa poluição do ar. Por enquanto, os pesquisadores especulam que os produtos químicos no ar podem danificar as células ciliadas do ouvido interno. Essas células são frágeis e incrivelmente vulneráveis ​​a danos contaminantes e de privação de oxigênio. Portanto, a falta de oxigênio pode afetar a habilidade auditiva, assim como o tabagismo e as doenças cardiovasculares podem impedir que o oxigênio chegue ao ouvido interno e o mesmo acontece com a poluição do ar que pode ter efeito igual. Suspeita que a exposição a longo prazo com estes poluentes também estão ligados a uma maior incidência de infecções de ouvido. 

 

Dicas para proteger a audição:

  • O primeiro passo é saber mais sobre sua saúde auditiva: as infecções de ouvido geralmente desaparecem em poucos dias ou podem ser tratadas com antibióticos. Por outro lado, infecções de ouvido podem resultar em perda auditiva permanente se não forem tratadas com rapidez suficiente, portanto, agende uma consulta com um otorrinolaringologista;

  • É importante enfatizar que tenha uma forte política de saúde pública em relação à poluição e ao risco de doenças resultantes; 

  • Para evitar a poluição sonora, algumas ações individuais ou coletivas poderiam ser promovidas como por exemplo, evitar alto falante com volume muito alto em casa ou em carros, estimular o uso de carros elétricos nas cidades, encorajar passeios como caminhadas ou andar de bicicleta, etc... Muitas dessas medidas também provaram ser benéficas para reduzir a poluição do ar;

  • Evite fumar: além de prejudicar a saúde (inclusive a audição), também polui;

  • Procure praticar exercícios físicos ao ar livre em parques no lugar de ruas.

Fontes

https://www.ecycle.com.br/estudo-associa-poluicao-do-ar-a-casos-de-perda-irreversivel-da-visao/

https://www.hear-it.org/air-pollution-can-cause-hearing-loss#:~:text=A%20Taiwanese%20study%20has%20found,loss%2C%20according%20to%20the%20study.

https://swiftaudiology.com/can-air-pollution-affect-our-hearing-abilities/

 https://www.researchgate.net/publication/315341731_Air_Pollution_and_Health_in_Taiwan_Case_Studies_from_Asia

 https://www.clarity.io/blog/deep-dive-health-impacts-of-air-pollution#:~:text=A%20large%20UK%2Dbased%20study,related%20macular%20degeneration%20(AMD)

https://bjo.bmj.com/content/early/2021/01/11/bjophthalmol-2020-316218 ,

https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC7143358/#:~:text=Whether%20exposure%20to%20air%20pollution,loss%20(SHL)%20remains%20controversial.&text=The%20NO2%20pollutants%20increased,%E2%80%931.49)%20times%2C%20respectively

Siga nossas redes sociais!

  • Facebook - Black Circle
  • Twitter - Black Circle
  • Instagram - Black Circle
  • YouTube - Black Circle
selo-150x150.png

Síndrome de Usher Brasil @ 2016 Todos os direitos reservados

sindromedeusherbrasil@gmail.com