FONES DE OUVIDOS

PARA QUEM USA APARELHOS AUDITIVOS

OU IMPLANTES COCLEARES.

SIM, POR QUE NÃO?

03/05/19

Sim, estamos falando de fones de ouvido. Afinal usar próteses auditivas não significa ser totalmente surdo e, por isso, é possível desfrutar de músicas. Mas é claro, é preciso impor limites para não prejudicar a audição residual, é necessário usar fones com sabedoria. Sendo assim, antes de fazer uso de fones de ouvido, consulte um médico fonoaudiólogo/otorrino que indicará um acessório adequado para o tipo de perda auditiva.

No mercado existem fones compatíveis para perda da audição, de leve a avançada. E o mais interessante é saber que é possível usar fones de ouvido para ouvir música enquanto estiver usando aparelhos auditivos. São fones que possibilitam conversar ao telefone, ouvir música, participar de conferências de áudio e vídeo, da mesma forma daqueles que escutam normalmente.

SIM, FONES DE OUVIDO PODEM CAUSAR PERDA AUDITIVA,

MAS SE USADO CORRETAMENTE, NÃO AGRAVARÁ O QUADRO.

  • Se usar aparelhos auditivos, tenha cuidado com o volume dos fones de ouvidos;

  • Se usar os headphones, empurre delicadamente ou encoste perto do aparelho auditivo. Se ocorrer ruído de assobio proveniente do dispositivo, será um indicio de que os fones e o aparelho não são compatíveis e o uso deixa de ser recomendado;

  • Há aparelhos auditivos que contém o isolamento dos ruídos externos, entretanto somente o fornecedor do dispositivo pode programar e fornecer os acessórios próprios para o uso com os fones;

  • Um dos problemas com fones de ouvido é que as pessoas aumentam o volume muito além do necessário, principalmente por causa de ruídos de fundo, como por exemplo pessoas falando alto no ônibus. Já com o isolamento de ruído isto pode ser evitado, pois ajuda a remover o ruído de fundo para que o usuário não aumente o volume a níveis perigosos. Independentemente disso, aconselha-se sempre usar um aplicativo medidor de volume de som que lhe diz exatamente o quão alto o som está. Recomenda-se procurar ser menor do que 85 dB se estiver ouvindo música por um longo período de tempo.

Vários fabricantes oferecem uma larga escala de produtos para os usuários de aparelhos auditivos e implantes cocleares.

Não estamos fazendo uma publicação patrocinada, são apenas algumas sugestões. Se você for usuário de próteses, analise e procure mais informações com seu fonoaudiólogo e otorrino.  Avalie também o preço e a qualidade dos acessórios na adaptação do aparelho.

 

Aqui listamos três principais tipos de fones de ouvido:

   

         

Fones de ouvidos bluetooth/Auriculares de Condução Óssea

Esses são os fones de ouvido mais futuristas. Trata-se de uma tecnologia recente e ainda não muito comercializada.

Auricular de Condução Óssea é um fone de ouvido bluetooth que utiliza a condução óssea para levar as ondas sonoras até os receptores do ouvido. Em vez de encaminhar as vibrações diretamente pelo duto auditivo, esse protótipo fica encostado na parte externa da cabeça – logo à frente da entrada auricular, ficando próximo da conexão entre a mandíbula e o crânio.

O dispositivo emite as ondas sonoras de forma que elas trafegam entre a porosidade dos ossos, chegando até os nervos auditivos – os quais fazem o resto do trabalho para que os estímulos sejam enviados para o cérebro. As ondas sonoras viajam através do osso para o ouvido interno.

 

Uma de suas grandes vantagens seria, em teoria, um menor dano aos tímpanos e outras partes do sistema auditivo que sofrem com a pressão causada pelo som muito alto. Em contrapartida, o ruído externo pode atrapalhar um pouco a experiência do equipamento, já que esses ruídos também seriam captados pelo ouvido “destampado“.

 

É uma tecnologia voltada para usuários que necessitam de atenção aos ruídos externos. A vantagem, como já foi dito acima, é que os danos no ouvido são menores.

Uma curiosidade: existem "aparelhos auditivos" em forma de condução óssea. Os sistemas de condução óssea são uma opção médica comprovada para adultos e crianças com perda auditiva condutiva, perda auditiva mista, e de um só lado.

Estas próteses utilizam vibradores que são adaptados a óculos, bandeletes ou implantes ancorados no osso.
São indicadas preferencialmente em casos de surdez de transmissão e utilizam a capacidade do osso de transmitir as ondas sonoras. As ondas sonoras são captadas por um microfone e transmitidas ao osso temporal através de um vibrador colocado atrás da orelha. As vibrações põem a vibrar as paredes da cóclea, transmitindo-se aos líquidos do ouvido interno e ás células ciliadas do órgão espiral.

Headphones/Fones supra-auriculares

Headphones On ear: É aquele tipo de fone que vem com uma espécie de arco que se apoia na cabeça. É quase um intermediário entre os fones de ouvido e os headphones grandalhões de uso doméstico. Este fone quase cobre toda orelha. De um modo geral são os fones mais confortáveis e também têm a qualidade de som um pouco superior – não muito na região dos graves. A parte ruim é que não têm um bom isolamento, permite que você ouça ruídos externos e não impede que pessoas ao redor também escutem alguma coisa do que você está ouvindo.  

Fones Supra aural/Headphones full size ou (headsets): Cada vez mais popular, headphones full size basicamente têm a mesma aparência dos earpads, “fone de DJ”, porém, encobrem as orelhas. São modelos grandes e almofadados e proporcionam um isolamento bem melhor. Eles também costumam ter um grave bem mais profundo e muitas sutilezas ficam mais evidentes, graças ao isolamento e à arquitetura dos falantes e das conchas acústicas. A parte ruim é que são bem maiores, muitas vezes pesados e não podem ser considerados exatamente "portáteis". São confortáveis, fáceis de colocar e tirar, e os modelos com traseira fechada bloqueiam boa parte dos ruídos externos. Como são maiores, reproduzem o som com maior fidelidade e são menos nocivos à audição porque ficam mais longe do seu tímpano do que fones comuns. Entretanto, são mais caros e pouco discretos.

 

Dicas adicionais: Para aparelhos auditivos retroauriculares é improvável que você possa usar fones de ouvido com seus dispositivos, a menos que você posicione com cuidado estes fones. Os auscultadores têm de cobrir completamente o ouvido, incluindo a parte superior da orelha em que o aparelho fica. Este fone é mais indicado para usuários de intra-auriculares.

Adaptadores/acessórios do próprio aparelho auditivo

Esta é uma das mais inovadoras tecnologias relacionadas aos fones de ouvido. Isto porque foi projetado especialmente para quem usa próteses de audição. Existem fornecedores de aparelhos auditivos/implantes cocleares com recursos de conectividade através de um controle remoto especial, sem fio, com telefones habilitados via Bluetooth e diversos dispositivos de áudio.

 

Outros recursos são os fones compatíveis que funcionam com a tecnologia de telebobina. Os fones de ouvido têm saída indutiva para uso com aparelhos definidos para o ajuste de "T" audição, alguns modelos podem dar saída indutiva em um ouvido e saída de áudio no outro para uso com um aparelho auditivo.

Entre em contato com o fornecedor do aparelho auditivo/implante coclear para verificar a compatibilidade, muitas vezes exclusiva, aos fones que podem ser conectados diretamente a estes dispositivos).​

Compartilhe

  • Facebook Social Icon
  • Twitter Social Icon
  • Instagram ícone social
  • YouTube Social  Icon

Síndrome de Usher Brasil @ 2016 Todos os direitos reservados

Responsável: Ana Lúcia Perfoncio