VOCÊ SABIA QUE ATLETAS SURDOS

NÃO PARTICIPAM DA PARALIMPÍADAS?

07/09/2016

Os atletas com deficiência auditiva não participam das Paralimpíadas por já terem uma competição mundial destinada a eles (a Surdolimpíada (ou, em inglês, Deaflympics), que foram realizadas pela última vez em 2009. A próxima edição será em  julho de 2017, Ankara na Turquia.

As Surdolímpiadas (antes chamado de Jogos Internacionais Silenciosos) acontecem a cada 4 anos, e são o evento multi-esportivo mais antigo depois dos Jogos Olímpicos.

E mais do que isso. Atualmente, o ICSD (Comitê Internacional de Desportos de Surdos) não é filiado ao COI (Comitê Olímpico Internacional), muito menos ao IPC (Comitê Paralímpico Internacional).

Nos Jogos Surdolímpicos, os atletas são capazes de competir e interagir entre si livremente, sem a necessidade de intérpretes de língua de sinais. Se os atletas surdos forem competir nos Jogos Paralímpicos, será necessário um grande número de intérpretes de língua de sinais para evitar as barreiras de comunicação.

Nos Jogos Paralímpicos do Rio de Janeiro conta com apenas 4 atletas que tem surdez e outra deficiência, como é o caso dos atletas que tem Síndrome de Usher. Para saber mais clica aqui.

Mas o próprio evento sem a "cara" das Olimpíadas não permite que as Surdolimpíadas tenham a projeção que as Paralimpíadas têm. Falta divulgação e ainda apoio. Há poucas verbas e patrocínios para que muitos atletas surdos se profissionalizassem. 

As mídias quase nada divulgam das Surdolimpíadas. Não ter espaço midiático para o evento torna as Surdolimpíadas praticamente desconhecida.

 

Leia mais detalhes: Confederação Brasileira dos Desporto dos Surdos

Compartilhe

  • Facebook Social Icon
  • Twitter Social Icon
  • Instagram ícone social
  • YouTube Social  Icon

Síndrome de Usher Brasil @ 2016 Todos os direitos reservados

Responsável: Ana Lúcia Perfoncio